Bem-vindo!

Almofada Manekineko da Sorte

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$34,90

Descrição Rápida

Medida: 20X40 cm

Almofada Manekineko da Sorte

Detalhes

Maneki-nekô

 

              O Maneki-nekô é um amuleto japonês particularmente apreciado por comerciantes e escritórios de negócios. "Maneki" significa "acenar" ou "convidar" e "neko" significa "gato". Segundo a crença, esse gatinho atrai fregueses e, consequentemente, traz prosperidade nos negócios e na vida pessoal.

             Há diversas lendas sobre a origem do maneki-nekô, mas duas são mais divulgadas:

              Uma delas é a do Templo Gotokuji em Setagaya, que conta que, por volta de 1615 viviam ali um monge e seu animal de estimação, uma gatinha de nome Tama. Solitário, o monge estava sempre a lamentar a penúria em que viviam e um dia, disse à gata que ela deveria ajudá-lo ao invés de ficar dormindo. Na ocasião estava de passagem pela região  um nobre guerreiro, que viveu de 1590 a 1659, chamado Ii Naotaka. O guerreiro voltava de uma batalha, quando foi surpreendido por uma chuva e abrigou-se debaixo de uma árvore, próximo ao Templo Gotokuji. Esperando a chuva passar sob a árvore, Naotaka olhava para o templo, quando viu um gatinho sentado que acenava para ele. Encantado pela habilidade do bichinho, o samurai decidiu vê-lo de perto. Saiu de baixo da árvore e começou a caminhar em direção ao templo.     Nesse momento um raio caiu sobre a árvore. O guerreiro imediatamente percebeu que gatinho salvara sua vida e entrou no templo para rezar em agradecimento.

             Quando viu o estado de ruína em que se encontrava o templo, Naotaka doou todo o dinheiro que trazia consigo e disse ao monge que Buda usaria aquele dinheiro com sabedoria.

            Naotaka passou a freqüentar o Gotokuji e o local passou a ser o templo oficial da Família Naotaka, atraindo todas as pessoas do feudo e tornando-se com isso um local próspero.

             Em homenagem a gatinha Tama, que salvara a vida do nobre samurai e com isso mudara a sorte do templo, foi esculpida uma estátua da gata com a patinha a acenar. Faziam-se miniaturas da estátua, que eram distribuídas no Templo Gotokuji como lembrança; estas ganharam valor de amuleto e passaram à posteridade com o nome de Maneki-nekô e a fama de trazerem sorte.

           A outra lenda, também bastante conhecida, data do mesmo período, conta que no bairro de Imado, em Edo (hoje Tóquio), uma velha senhora tinha um gato de estimação. A velhinha estava vivendo em péssima situação financeira, porque não conseguia arranjar um trabalho que garantisse o seu sustento, devido à idade avançada.

          Chegou um dia em que, já não tendo alternativa, a velhinha disse ao gato:

           – É com o coração partido que terei de abandonar você. Devido à minha condição de extrema pobreza, não tenho como continuar lhe alimentando. Em seguida com lágrimas nos olhos e a barriga roncando, a velhinha foi dormir. Em seu sonho, o gato apareceu e disse:

         – Molde minha imagem em barro, que trará muita sorte a você.

         Quando acordou, ela resolveu fazer a estatueta do gato, conforme o sonho havia sugerido. Enquanto ela moldava o barro, o gato estava “lavando a cara” com gestos exagerados e, achando engraçado, a velhinha resolveu moldar o bichinho com a pata levantada.

           Um desconhecido ia passando em frente à casa, gostou e quis comprar a estatueta. A velhinha vendeu-a e finalmente comprou comida para ela e o gato. Assim, de barriga cheia, resolveu fazer outra estatueta para deixar como talismã da sorte. Porém, apareceu outra pessoa e comprou a segunda estatueta.

           Quanto mais a velhinha fazia estatuetas, mais aparecia gente para comprá-las. Com isso, ela mudou de vida e nunca mais passou necessidade. E a estatueta da sorte passou a ser conhecida como Maneki-nekô.

Medida: 20X40 cm

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.